Interpretação de Gênesis 26



Interpretação de Gênesis

Interpretação de Gênesis 26


Isaque e Abimeleque. 26:1-35.
1. Foi Isaque. . . avistar-se com Abimeleque. Por causa de uma fome em Canaã, Isaque foi morar temporariamente na terra dos filisteus. Este Abimeleque, rei dos filisteus, não era o Abimeleque das experiências de Abraão. O nome poderia ter sido um nome dinástico dos governantes da Filístia. Gerar. Uma pequena colônia sobre a estrada do Egito, cerca de onze milhas a sudeste de Gaza.
2-5. Isaque estava a ponto de se decidir a uma mudança para o Egito em busca de abundância de alimento e pastagens, quando Jeová lhe apareceu em uma teofania especial. O Senhor advertiu (saque a que não fosse para o Egito, e encorajou-o a dirigir-se para a Filístia até que pudesse habitar na terra da aliança. Serei contigo, Ele disse, e te abençoarei (v.3). Nessa ocasião Jeová renovou definitivamente as promessas que fizera a Abraão. Claramente explicou que estava concedendo essas bênçãos a Isaque por causa da piedade e fidelidade de seu pai. Abraão obedeceu à voz de Deus e manteve-se fiel aos seus encargos, mandamentos, estatutos e leis. Isaque podia esperar com segurança pelas repetidas realizações das promessas divinas ao longo do caminho. E ele podia contar com a sua participação no plano de Deus, já delineado, de testemunhar a todos os povos.
6-11. É minha irmã (v. 7). Isaque revelou algo de sua fraqueza humana, em Gerar, quando deixou-se levar pela mentira em relação a sua esposa, Rebeca. Exatamente como Abraão o fizera em duas ocasiões, Isaque tentou fazer sua esposa passar por sua irmã. Quando Abimeleque viu-o comportar-se com Rebeca de maneira mais adequada a um marido do que irmão, repreendeu Isaque severamente pela mentira. Novamente, alguém que estava fora da aliança repreendeu rudemente aquele que devia comportar-se acima de qualquer reprovação.
12-22. Logo após este episódio desagradável, Isaque estabeleceu-se como próspero fazendeiro, tomando-se invejado por todos os seus vizinhos. Até mesmo Abimeleque ficou com inveja e emitiu uma ordem no sentido de que Isaque saísse dos seus domínios. O rico proprietário mudou-se para um pouco mais adiante e começou a vida de novo. Descobriu que os nativos haviam entulhado os poços que tinham fornecido água desde os dias de Abraão. Isaque mandou que seus servos abrissem de novo todos esses poços e mandou também que abrissem outros novos. Cada vez que os homens cavavam novos poços, os filisteus criavam dificuldades a respeito deles. O patriarca chamou o seu primeiro poço novo de 'Esek, contenção, e o segundo de Sitneih, inimizade. O terceiro poço, que foi terminado sem luta, ele chamou de Rehobot, lugares largos.
23-33. Viajando pelas redondezas de Berseba, Isaque recebeu uma comunicação especial de Jeová, assegurando-lhe bênçãos incomuns e contínuas – Não temas porque . . . abençoar-te-ei (v. 24). Agora que já estava novamente de volta ao território santo, tornou-se particularmente oportuno que construísse uru altar a Jeová e assim anunciasse a todos que se dedicava à tarefa que lhe fora designada. Isaque começou a dar evidências de um espírito piedoso que, até então, não tinha revelado tão claramente.


Mais estudos bíblicos sobre o Livro de Gênesis

Interpretação de Gênesis 26 Interpretação de Gênesis 26 Reviewed by Biblioteca Bíblia on segunda-feira, julho 11, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.