Panorama do Livro de Amós



Panorama do Livro de Amós

Panorama do Livro de Amós

Julgamentos contra as nações (1:1-2:3)

“Yahweh — de Sião ele bramirá.” (1:2) Amós passa a advertir sobre os julgamentos ardentes de Deus contra as nações. Damasco (Síria) trilhou Gileade com debulhadores de ferro. Gaza (Filístia) e Tiro entregaram cativos israelitas a Edom. No próprio Edom não existe misericórdia nem amor fraternal. Amom invadiu Gileade. Moabe queimou os ossos do rei de Edom para cal. A mão de Yahweh está contra todas essas nações, e ele diz: “Não o farei voltar atrás.” — 1:3, 6, 8, 9, 11, 13; 2:1.

Julgamento contra Judá e Israel (2:4-16)

Tampouco desviará Yahweh a sua ira de Judá. Eles transgrediram por “rejeitarem a lei de Yahweh”. (2:4) E Israel? Yahweh aniquilou para eles os temíveis amorreus e lhes deu a boa terra. Suscitou nazireus e profetas entre eles, mas eles fizeram os nazireus quebrar seu voto e ordenaram aos profetas: “Não deveis profetizar.” (2:12) Portanto, Yahweh faz com que os alicerces deles balancem como uma carroça carregada de cereal recém-cortado. Quanto aos seus homens poderosos, fugirão nus.

Prestação de contas com Israel (3:1-6:14) 

Por meio de impressionantes ilustrações, Amós salienta que o fato de ele profetizar é, em si mesmo, uma prova de que Yahweh falou. “Pois o Soberano Senhor Yahweh não fará coisa alguma sem ter revelado seu assunto confidencial a seus servos, os profetas. . . . O próprio Soberano Senhor Yahweh falou! Quem não profetizará?” (3:7, 8) Amós realmente profetiza, em especial contra os despojadores amantes do luxo, que moram em Samaria. Yahweh os arrancará de seus luxuosos leitos e as suas casas de marfim se arruinarão.

Yahweh relembra os castigos e as correções que impôs a Israel. Cinco vezes lhes relembra: “Não retornastes a mim.” Portanto, ó Israel, “apronta-te para encontrares com o teu Deus”. (4:6-12) Amós inicia uma endecha profética: “Caiu a virgem, Israel; ela não se pode levantar mais. Foi abandonada sobre o seu próprio solo; não há quem a levante.” (5:2) Contudo, Yahweh, o Fazedor de coisas maravilhosas no céu e na terra, continua a chamar a Israel para que o busque e continue a viver. Sim, “buscai o que é bom e não o que é mau, para que possais continuar a viver”. (5:4, 6, 14) Mas, o que significará para eles o dia de Yahweh? Será um dia de calamidade. Como torrente, arrastá-los-á ao exílio, para além de Damasco, e as casas adornadas com marfim, cenário de suas festas extravagantes, converter-se-ão em escombros e destroços.

Amós profetiza apesar de oposição (7:1-17) 

Yahweh mostra a seu profeta um prumo no meio de Israel. Não haverá mais desculpa. Ele devastará os santuários de Israel e se levantará contra a casa de Jeroboão II com a espada. Amazias, sacerdote de Betel, manda dizer a Jeroboão: “Amós tem conspirado contra ti.” (7:10) Amazias ordena que Amós profetize em Judá. Amós torna clara a sua autoridade, dizendo: “Yahweh passou a tomar-me de trás do rebanho e Yahweh prosseguiu, dizendo-me: ‘Vai, profetiza ao meu povo Israel.’” (7:15) Amós prediz então calamidade para Amazias e sua família.

Opressão, punição e restauração (8:1-9:15) 

Yahweh mostra a Amós um cesto de frutas de verão. Condena a opressão dos pobres por Israel e jura “pela Superioridade de Jacó” que terão de lamentar-se por causa de suas obras más. “‘Eis que vêm dias’, é a pronunciação do Soberano Senhor Yahweh, ‘e eu vou enviar uma fome à terra, uma fome, não de pão, e uma sede, não de água, mas de se ouvirem as palavras de Yahweh’.” (8:7, 11) Cairão para não mais se levantarem. Quer cavem até ao Seol, quer subam até aos céus, a própria mão de Yahweh os apanhará. Os pecadores dentre seu povo morrerão à espada. Daí, uma promessa gloriosa! “Naquele dia erigirei a barraca de Davi, que está caída, e certamente consertarei as suas brechas. . . . certamente a construirei como nos dias de há muito tempo.” (9:11) Os cativos ajuntados serão tão prósperos que o arador alcançará o ceifeiro antes que este consiga recolher as suas colossais colheitas. Tais bênçãos de Yahweh serão permanentes!

Panorama do Livro de Amós Panorama do Livro de Amós Reviewed by Biblioteca Bíblia on quarta-feira, janeiro 27, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.