Interpretação de Gênesis 5



Interpretação de Gênesis

Interpretação de Gênesis 5


Sete e Seus Descendentes. 5:1-32.
22. Andou Enoque (Hanôk) com Deus. No meio da narrativa de nascimentos, existências monótonas e mortes resultantes, o autor subitamente introduz um caráter sublime, Enoque, que agradou o Senhor e viveu em Sua presença imediata. Em um período de deterioração, Enoque deu notável demonstração de piedade recomendável. Em pensamentos, palavras, feitos e atitudes ele viveu de acordo com a vontade divina; e levou alegria ao coração do seu Criador. A LXX diz a seu respeito: “Enoque agradou a Deus”. Uma declaração extraordinária dá-nos uma indicação de quando Enoque começou a andar com Deus (cons. 22a). Talvez fosse no momento em que se deu o nascimento de seu filho, sem dúvida um ponto alto de sua vida, que ele determinou em seu coração viver em íntima comunhão com Deus. Sua íntima associação em tal atmosfera deu-lhe sabedoria celestial, a qual o capacitou a compreender e apreciar as ricas coisas de Deus.
24. E já não era, porque Deus o tomou para si. Por conta de sua piedade genuína e sua assimilação da sabedoria divina, foi levado desta terra para continuar sua caminhada nas sagradas regiões do além. Seu desaparecimento foi súbito e completamente sem aviso, e a morte nada tem a ver com ele. A LXX diz: Ele não foi encontrado, porque Deus o trasladou. “Pela fé Enoque foi trasladado”, diz o escritor de Hebreus, “para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara” (Hb. 11:5). Um lindo e significativo milagre foi realizado de modo que o homem que aprendera a amar a Deus e a andar com Ele pudesse continuar nessa comunhão sem interrupção.


Mais estudos bíblicos sobre o Livro de Gênesis

Interpretação de Gênesis 5 Interpretação de Gênesis 5 Reviewed by Biblioteca Bíblica on segunda-feira, julho 11, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.