Interpretação de Êxodo 33



Interpretação de Êxodo

Interpretação de Êxodo 33

(Interpretação da Bíblia)


Índice: Êxodo 1 e 2 Êxodo 3 Êxodo 4 Êxodo 5 Êxodo 6 Êxodo 7 Êxodo 8 Êxodo 9 Êxodo 10 Êxodo 11 Êxodo 12 Êxodo 13 Êxodo 14 Êxodo 15 Êxodo 16 Êxodo 17 Êxodo 18 Êxodo 19 Êxodo 20 Êxodo 21 Êxodo 22 Êxodo 23 Êxodo 24 Êxodo 25 Êxodo 26 Êxodo 27 Êxodo 28 Êxodo 29 Êxodo 30 Êxodo 31 Êxodo 32 Êxodo 33 Êxodo 34 Êxodo 35 Êxodo 36 Êxodo 37 Êxodo 38 Êxodo 39 Êxodo 40

6) A Modificação da Justiça de Deus. 33:1-3.
As palavras, o meu Anjo irá adiante de ti (32: 34), explicam-se aqui. A declaração era uma modificação do juízo divino sobre Israel, mas ainda era um castigo. Jeová mesmo, não um simples mensageiro, estivera antes na mão deles; mas agora, eu não subirei no mão de ti (v. 3).
7) Arrependimento e Prova de Israel. 33:4-11.
O povo estava começando a sentir o peso do juízo de Deus, e cheio de tristeza começou a se despir de todo adorno.
7. Tenda da congregação. Os críticos introduziram gratuitamente aqui uma confusão que não consta da narrativa. Esta “Tenda da Reunião” (RSV) não é obviamente o Tabernáculo que fora descrito a Moisés, pois este ainda não fora construído. Imaginar que esta tenda é o Tabernáculo é julgar que gerações de judeus e cristãos, incluindo o autor original ou editores do Êxodo, foram tão incrivelmente estúpidos que não reconheceram a contradição. O que se declara aqui é que Moisés armou uma tenda fora do acampamento, um santuário temporário onde se encontrava com Jeová, e ao qual podiam ir aqueles que buscavam o Senhor. Assim ele reformou e ilustrou o juízo de Deus de que Ele não habitaria no meio de Israel. A saída de Moisés para a tenda era observada por todo o povo (v. 8), e a lição de que seus pecados foram a causa da separação entre o povo e Deus ficou firmemente inculcada. Este fato despertou um anseio no coração do povo (v. 10) que tornou possível uma restauração completa.
8) A Reconciliação de Israel com Jeová. 33:12-23.
Moisés expôs que, embora Deus tivesse declarado que Moisés achara graça diante dEle, não lhe concedera a certeza necessária para a execução desta difícil tarefa. Moisés também lembrou o Senhor de que, afinal, Israel era a nação de Deus.
12. Conheço-te pelo teu nome. Eu “te conheço individualmente, mais intimamente do que aos outros israelitas, como um rei que sabe somente os nomes dos seus servos quando tem intimidade com eles” (Cambridge Bible).
14. Deus prometeu que Ele mesmo, não apenas um representante (vs. 1, 3), iria com Israel.
18. Moisés foi encorajado por esta promessa para pedir um favor sem paralelos. “Quando Deus lhe falou face à face .. . ele simplesmente viu uma 'semelhança de Jeová', uma forma que tomou o ser invisível de Deus, visível ao olho humano... O que Moisés desejava, portanto, era a visão da glória ou do ser essencial de Deus, sem qualquer representação e sem véu” (KD). Este pedido não foi ditado por mera curiosidade, mas por causa de “um desejo de cruzar o abismo criado pela apostasia da nação, para que no futuro ele tivesse uma posição mais firme do que o incidente anterior lhe concedera” (Baumgarten, citado em KD).
23. Tu me verás pelas costas. “Por assim dizer, apenas a luminosidade que Ele deixa quando passa, mas que ainda pode dar uma idéia vaga do que deve ser todo o resplendor de Sua presença” (Cambridge Bible).

Mais estudos bíblicos sobre o livro de Êxodo: Introdução ao livro de Êxodo; Esboço do livro de Êxodo; Estudo do livro de Êxodo; Teologia do livro de Êxodo; Panorama do livro de Êxodo; Significado do livro de Êxodo; Estudo devocional do livro de Êxodo; Comentário do livro de Êxodo; Autoria do livro de Êxodo; Escopo e Propósito do livro de Êxodo

Interpretação de Êxodo 33 Interpretação de Êxodo 33 Reviewed by Biblioteca Bíblica on quarta-feira, janeiro 20, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.