Interpretação de Êxodo 27



Interpretação de Êxodo

Interpretação de Êxodo 27

(Interpretação da Bíblia)




O Átrio do Tabernáculo. 27: 9-19.
Uma área retangular, com 45,72 ms de comprimento por 22,86 ms de largura, rodeava o Tabernáculo. Estava envolvida por cortinas de linho branco, com 1,68 ms de altura, suspensas sobre colunas. Havia vinte colunas para cada um dos lados mais extensos e dez para os mais curtos. As colunas, ou estacas, eram de bronze com capitéis de prata (38:17), e se encaixavam em soquetes ou bases de bronze. As cortinas estavam presas às colunas por meio de ganchos de prata que se enganchavam sobre filetes ou cintas de prata das colunas. Cordas e pregos de bronze mantinham as cortinas esticadas (38:20). A entrada deste átrio ficava do lado oriental. Ali as cortinas se estendiam por 6,86ms de cada canto, deixando 9,14 ms para a entrada. A entrada se fechava com uma cortina de tapeçaria bordada, como a cortina da entrada do próprio Tabernáculo.
19. Os utensílios do Tabernáculo. Provavelmente as ferramentas usadas para se armar e desarmar o Tabernáculo.
20,21. A luz do santuário. Límpido azeite de oliva de primeira qualidade, obtido por meio de “batimento”, isto é, gentilmente triturando azeitonas em um pilão. Azeite inferior se obtinha moendo a polpa que restava. Desde a tarde até pela manhã. As lâmpadas deviam ficar acesas no Lugar Santo, diante do testemunho de Deus, a noite inteira.
e) O Altar do Holocausto. 27:1-8.
Este altar era uma estrutura oca feita de madeira de acácia, recoberta com bronze, com 2,29 ms nos quatro lados e 1,37 ms de altura. Em cada canto uma ponta de bronze (chifres, v .2). Uma grela ou tela de bronze estava colocada dentro do rebordo do altar para baixo (v. 5), ou sob a saliência do altar, até ao meio, isto é, a meio caminho (RSV). Alguns supõem que esta rede se estendia por todo o altar, formando uma grade sobre a qual o sacrifício repousava. Outros crêem que a saliência sustentada pela rede dava a volta ao altar e formava um lugar para os sacerdotes ficarem enquanto sacrificavam. Isto parece mais provável, pois duvidamos que tenha havido fogo dentro do altar propriamente dito, pois dentro de pouco tempo a madeira ficaria completamente carbonizada. O altar de bronze era provavelmente colocado sobre um monte de terra ou pedras e o fogo era ateado em cima. Nos quatro cantos da saliência havia argolas de bronze pelas quais passavam varais de madeira revestida de bronze, a fim de se carregar o altar.
Chifres (v. 2 ). “Neles se concentrava toda a força do altar” (KD). Aqueles que buscavam a segurança no santuário agarravam-se aos chifres do altar (1Reis 1:50). O sangue do sacrifício era passado sobre os chifres (Lv. 4:7). Através de toda a Escritura, “chifres” simbolizam poder, portanto é provável que os chifres do altar simbolizassem o poder de Deus. Cinza (v. 3; lit., gordura ), isto é, as cinzas da oferta queimada. Bacias (lit., vasos para arremessar). Grandes recipientes para se recolher o sangue que seria jogado contra os lados do altar.

Mais estudos bíblicos sobre o livro de Êxodo: Introdução ao livro de Êxodo; Esboço do livro de Êxodo; Estudo do livro de Êxodo; Teologia do livro de Êxodo; Panorama do livro de Êxodo; Significado do livro de Êxodo; Estudo devocional do livro de Êxodo; Comentário do livro de Êxodo; Autoria do livro de Êxodo; Escopo e Propósito do livro de Êxodo

Interpretação de Êxodo 27 Interpretação de Êxodo 27 Reviewed by Biblioteca Bíblica on quarta-feira, janeiro 20, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.