Gênesis — Inspirado e Proveitoso



Gênesis —  Inspirado e Proveitoso

Gênesis 

Inspirado e Proveitoso

Por Burr F. Harold





Como princípio da Palavra inspirada de Deus, Gênesis é de proveito inestimável para apresentar os gloriosos propósitos de Deus. Que base fornece para o entendimento dos livros posteriores da Bíblia! Na sua ampla abrangência, descreve o começo e o fim do mundo justo no Éden, o desenvolvimento e o fim desastroso do primeiro mundo de pessoas ímpias, e o surgimento do atual mundo perverso. Destacadamente, estabelece o tema da Bíblia inteira, a saber, a vindicação do nome de Deus mediante o Reino regido pela prometida “semente”. Mostra por que o homem morre. De Gênesis 3:15 em diante — e especialmente no registro dos tratos de Deus com Abraão, Isaque e Jacó — apresenta a esperança de vida no novo mundo sob o Reino da Semente. É proveitoso ao indicar o objetivo correto para todos os da humanidade — o de serem íntegros e santificarem o nome de Yahweh. — Rom. 5:12, 18; Heb. 11:3-22, 39, 40; 12:1; Mat. 22:31, 32.

As Escrituras Gregas Cristãs fazem referência a cada um dos principais eventos e pessoas registrados no livro de Gênesis. Ademais, conforme demonstrado em todas as Escrituras, as profecias registradas em Gênesis cumpriram-se infalivelmente. Uma dessas, os “quatrocentos anos” de aflição sobre a semente de Abrão, começou quando Ismael zombou de Isaque, em 1913 AEC, e terminou com a libertação do cativeiro no Egito, em 1513 AEC. (Gên. 15:13) Exemplos de outras profecias significativas e de seu cumprimento são apresentados na tabela acompanhante. São também de imenso proveito na edificação da fé e do entendimento os princípios divinos declarados pela primeria vez em Gênesis. Os profetas da antiguidade, bem como Jesus e seus discípulos, fizeram freqüentes referências e aplicações de passagens do livro de Gênesis. Faremos bem em seguir o exemplo deles, e o estudo da tabela acompanhante será de ajuda nisso.

Gênesis revela mui claramente a vontade e o propósito de Deus concernentes a casamento, relação apropriada entre marido e esposa e princípios de chefia e treinamento familiar. O próprio Jesus recorreu a essas informações, citando tanto o primeiro como o segundo capítulo de Gênesis numa só declaração: “Não lestes que aquele que os criou desde o princípio os fez macho e fêmea, e disse: ‘Por esta razão deixará o homem seu pai e sua mãe, e se apegará à sua esposa, e os dois serão uma só carne’?” (Mat. 19:4, 5; Gên. 1:27; 2:24) O registro de Gênesis é essencial para fornecer a genealogia da família humana e também para calcular o tempo que o homem tem estado na terra. — Gên. caps. 5, 7, 10, 11.

É também de real proveito para o estudante das Escrituras o estudo da sociedade patriarcal que Gênesis possibilita. A sociedade patriarcal era a forma de governo familiar de comunidade que operava entre o povo de Deus desde os dias de Noé até que a Lei foi dada no monte Sinai. Muitos dos pormenores incorporados no pacto da Lei já eram praticados na sociedade patriarcal. Princípios como o mérito comunal (18:32), a responsabilidade comunal (19:15), a pena capital bem como a santidade do sangue e da vida (9:4-6) e o ódio de Deus à glorificação de homens (11:4-8) têm influído na humanidade por toda a história. Muitas práticas e termos jurídicos lançam luz sobre eventos posteriores até mesmo nos dias de Jesus. A lei patriarcal que governava a guarda de pessoas e de bens (Gên. 31:38, 39; 37:29-33; João 10:11, 15; 17:12; 18:9) e o modo de transferir bens (Gên. 23:3-18), bem como a lei que regia a herança daquele que recebia o direito de primogênito (48:22), precisam ser entendidas para que se tenha o necessário fundo histórico para adquirir um entendimento claro da Bíblia. Outras práticas da sociedade patriarcal, incorporadas na Lei, foram os sacrifícios, a circuncisão (ordenada primeiro a Abraão), o fazer pactos, o casamento levirato (38:8, 11, 26) e o uso de juramentos para confirmar assuntos. — 22:16; 24:3.

Gênesis, o livro inicial da Bíblia, dá muitas lições de integridade, fé, fidelidade, obediência, respeito, boas maneiras e coragem. Alguns exemplos: a fé e a coragem de Enoque em andar com Deus em face de inimigos violentos; a justiça, a qualidade irrepreensível e a implícita obediência de Noé; a fé, a determinação e a perseverança de Abraão, o seu senso de responsabilidade qual chefe de família e instrutor dos mandamentos de Deus a seus filhos, a sua generosidade e amor; a submissão de Sara a seu marido e cabeça, a sua diligência; a brandura de temperamento de Jacó e sua preocupação pela promessa de Deus; a obediência de José a seu pai, sua integridade moral, sua coragem, sua boa conduta na prisão, seu respeito pelas autoridades superiores, sua humildade em dar glória a Deus e perdoar misericordiosamente a seus irmãos; o desejo ardente de todos esses homens de santificar o nome de Deus. Tais características exemplares sobressaem na vida dos que andaram com Deus durante o longo período de 2.369 anos, desde a criação de Adão até à morte de José, conforme abrangido no livro de Gênesis.

Deveras, o relato de Gênesis é proveitoso para edificar a fé, apresentando tais exemplos magníficos de fé, essa qualidade provada da fé que procura alcançar a cidade edificada e criada por Deus, Seu governo do Reino, que há muito Deus começou a preparar mediante aquele que seria sua Semente da promessa, o principal santificador do grande nome de Yahweh. — Heb. 11:8, 10, 16.

Gênesis — Inspirado e Proveitoso Gênesis —  Inspirado e Proveitoso Reviewed by Biblioteca Bíblica on quinta-feira, julho 02, 2009 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.